Clique para ampliar

Compartilhar:

Lote de Livros e CD de DJAVAN Dedicado ao Produtor Musical FERNANDO FARO Autografados Pelos Autores

Lote de Livros e CD de DJAVAN

Dedicado ao Produtor Musical

FERNANDO FARO Autografados Pelos Autores

Lote adquirido do espólio do produtor.

CD Bicho Solto DJAVAN Autografado Pelo Artista

Livro ZICARTOLA Autografado Pelo Autor MAURÍCIO BARROS DE CASTRO

Livro POEMAS QUE O POVO PEDE  Autografado Pelo Autor OTACÍLIO BATISTA

Livro NADA ALÉM - A Vida de Orlando Silva, Autografado Pelo Autor JORGE AGUIAR

Livro CHICO BUARQUE Autografado Pelo Autor WAGNER HOMEM

Livro PASTOR DE TEMPORAIS Autografado Pelo Autor J.ANTONIO D'AVILA

Era neto de dono de engenho. Quando era criança, perdeu o pai, Abílio da Costa Santos, morto em um acidente durante uma partida de futebol. A família mudou-se, então, para Laranjeiras (SE) e depois para Salvador (BA). Mais tarde, Faro se mudou para São Paulo para cursar a Faculdade de Direito do Largo São Francisco, da Universidade de São Paulo (USP)[1]. Abandonou o curso no terceiro ano para para trabalhar como jornalista.

Estreou na TV no início da década de 1950, na TV Paulista, onde foi diretor, escreveu teleteatros e produziu shows e programas de TV para artistas como Chico Buarque, Gilberto Gil, Caetano Veloso, Elis Regina e Gal Costa. Seu maior trabalho foi o programa Ensaio na TV Cultura de São Paulo. Este programa possuía um formato único no qual apenas o entrevistado aparecia, mesclando respostas a perguntas do entrevistador (as quais não eram ouvidas e feitas pelo próprio Faro) e performances.

Além de Ensaio, Faro idealizou programas como Móbile, Hora da Bossa, TV Vanguarda e Divino Maravilhoso em suas passagens por emissoras como TV Tupi, TV Excelsior, Rede Globo, Rede Bandeirantes e TV Record.

Em 2007, para comemorar os 80 anos de Faro, a Fundação Padre Anchieta lançou sua biografia, "Baixo - Fernando Faro", cujo título é uma referência ao termo que ele usava para chamar qualquer um à sua volta: "Ô, baixo!" e também ao apelido que lhe foi dado por Cassiano Gabus Mendes pela sua altura que era 1,65 e pela fala tranquila.

Faro morreu em 25 de abril de 2016, aos 88 anos, vítima de uma infecção pulmonar após ficar internado por 3 meses. Foi sepultado no Cemitério do Araça.

 

Sobre nós

CASA DO VELHO acredita que valorizar os objetos de nossos antepassados é contribuir para preservar nossa história. É cultivando as lembranças da infância, dos itens que marcaram época, dos objetos inusitados que nos conectamos à nossa própria história

Pague com
Facebook
Newsletter

Assine nossa mala direta e receba muitas ofertas por e-mail.

Loja segura
Siteseal