Clique para ampliar

Compartilhar:

Caixa de Charutos da CIA DE CHARUTOS POOCK Rio Grande de Sul, Meados do Século XX

Caixa de Charutos da CIA DE CHARUTOS POOCK Rio Grande de Sul

Meados do Século XX

Medindo 16x8x4,5cm

Companhia de Charutos Poock. Sucessora de POOCK CIA. Originalmente organizado em sociedade comanditária por ações, a primeira fábrica de charutos Havaneses e Nacionais no gênero fundada no país.

Instalada na Cidade do Rio Grande desde 1891, pelo falecido Comendador Gustavo Poock e depois passando para o controle de seu filho Gustavo Poock Junior. Funcionava em um vasto prédio, especialmente construído para exploração desta indústria, localizava-se na Avenida Buarque de Macedo, onde hoje esta localizada a loja Tumeleiro (fábrica), seus escritórios estavam instalados no cruzamento das ruas Marechal Floriano e Benjamim Constant onde hoje temos o Banco Santander e a residência do Comendador Poock foi construída no local onde hoje funciona a Câmara Municipal do Rio Grande.

Sua produção era superior a sete milhões de charutos. No Rio Grande funcionou também por largos anos a fábrica de charutos e cigarros de Miguel José de Araujo.

A empresa encerrou suas atividades no final da década de 1960.    

 

Produtos recomendados

Propaganda dos Cigarros LS Arte Final Para Cartazete Publicitário, Pintado a Mão  Original dos Anos 1970

Propaganda dos Cigarros LS Arte Final Para Cartazete Publicitário, Pintado a Mão Original dos Anos 1970

por R$ 1.400,00
ou 3x de R$ 466,67 sem juros
ou R$ 1.260,00 por depósito bancário
Arte Indígena : Boneca Odas Índios Americanos DALAWARE Confeccionada em Madeira, Tecido e Palha

Arte Indígena : Boneca Odas Índios Americanos DALAWARE Confeccionada em Madeira, Tecido e Palha

por R$ 150,00
ou 3x de R$ 50,00 sem juros
ou R$ 135,00 por depósito bancário
Cavalo de CARROSSEL de Antigo Parque de Diversões Todo de Ferro

Cavalo de CARROSSEL de Antigo Parque de Diversões Todo de Ferro

por R$ 780,00
ou 3x de R$ 260,00 sem juros
ou R$ 702,00 por depósito bancário
Sobre nós

CASA DO VELHO acredita que valorizar os objetos de nossos antepassados é contribuir para preservar nossa história. É cultivando as lembranças da infância, dos itens que marcaram época, dos objetos inusitados que nos conectamos à nossa própria história

Pague com
Facebook
Newsletter

Assine nossa mala direta e receba muitas ofertas por e-mail.

Loja segura